Divulgados detalhes e fotos sobre os trabalhos de busca da criança que morreu em Luzerna

O Corpo de Bombeiros divulgou os detalhes sobre a força tarefa realizada neste sábado (15), no interior do município de Luzerna, no qual uma criança de um ano e dez meses foi encontrada morta em um rio após ter desaparecido.

De acordo com o relato, as guarnições do ABTR-112 e ASU-455 se deslocaram-se até a delegacia de polícia civil da cidade de Luzerna onde encontram os pais da vítima, sendo o pai guia para o deslocamento e a mãe na viatura (ASU-455), onde foram colhidas as primeiras informações.

A partir do relato de um possível rastro, marca de pegada, no chão em direção ao rio São Bento, que fica próximo à casa de onde a criança desapareceu, as guarnições foram divididas em três equipes para realizar as buscas primárias, nas margens deste rio, lado direito e esquerdo, e outra equipe em direção a estrebaria, onde foi informado que o menor costumava brincar. Como não foram encontrados vestígios as equipes retornaram para o ponto de encontro. 

A seguir devido a incomunicabilidade, o chefe de socorro deslocou, com o ABTR-112, até a base central do batalhão para contactar o oficial de dia, permanecendo no local a GU do asu-455. Por ordem do Ten Cel Marcos, comandante do batalhão, foi acionada a força tarefa de Xanxerê com o binômio, Soldado Josclei e cão Iron, sendo conduzidos até o local pelo helicóptero do SAER da Polícia Civil de Chapecó. Nesse momento, a equipe de busca composta pelo Soldado Rocha e Soldado Borba, encontrou vestígios com as características relatadas pela mãe da criança, chinelo, a cerca de 450m da residência, enroscado nos galhos de árvores nas margens do rio e prosseguindo nas buscas foi encontrado o corpo da criança, vestindo apenas fralda, sem sinais vitais palpáveis, as margens do rio enroscado nos galhos de árvores.

Os bombeiros então avisaram as outras guarnições para que viessem até o local para findar a operação. A central acionou o IGP e a cena do local ficou aos cuidados da Polícia Civil que tomou as devidas providências e deve investigar as circunstâncias da morte. Após, houve a desmobilização das equipes retornando ao quartel.

Pegada que deu indícios para início das buscas próximo ao rio. – Imagens: Corpo de Bombeiros

Comentários