Mãe de bebê que morreu com sinais de maus-tratos está internada no Case de Florianópolis

A juíza Maria Luiza Fabris, da Vara Criminal da comarca de Xanxerê, expediu mandado de prisão contra um homem de 23 anos, suspeito de maus-tratos à enteada de sete meses, que morreu na última sexta-feira (14). Ele foi preso preventivamente nesta segunda-feira (17) e está no Presídio Regional de Xanxerê.

A mãe da criança, uma adolescente de 17 anos, teve a internação provisória concedida ainda na sexta-feira pelo juiz Christian Dalla Rosa, titular da Vara da Família, Infância, Juventude, Idoso, Órfãos e Sucessões da comarca. A jovem está no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), em Florianópolis, única unidade feminina no Estado.

A internação e a prisão preventivas foram solicitadas pela Polícia Civil de Xanxerê, que investiga a morte de uma bebê de sete meses na última sexta-feira (14). Os bombeiros foram chamados para atender um caso de parada respiratória, mas quando chegaram ao local a bebê já estava sem vida.

Os bombeiros relataram diversos ferimentos no corpo da vítima: hematomas, sinais de queimaduras nos pés, mãos e orelhas e afundamento do crânio com sinais de traumatismo cranioencefálico. O outro filho da adolescente, de três anos, também apresentava sinais de maus-tratos e está sob cuidados do Conselho Tutelar.

Comentários