Petrobras anuncia reajuste de 15,2% no diesel e 10,2% na gasolina

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira, dia 18, mais um reajuste no preço dos combustíveis nas refinarias. A partir da sexta-feira, dia 19, o valor médio do litro da gasolina será de R$2,48, alta de 10,2%, após reajuste de R$0,23. O preço médio do diesel será de R$2,58, depois de aumento de R$0,34 por litro, uma elevação de 15%.

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), desde a  última sexta-feira, dia 12, a gasolina já sofreu aumento de R$0,42 por litro. Além dos reajustes da Petrobras, houve elevação do etanol anidro e revisão da base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). 

“Daqui a 15 dias, o governo do DF vai revisar novamente o preço médio e teremos novo aumento”, afirmou o presidente do sindicato, Paulo Tavares.

Apenas em 2021, o combustível acumula alta de 31%. O diesel, como o reajuste que vai vigorar na sexta-feira, terá acumulado 25% de aumento este ano. Vale lembrar que os caminhoneiros de todo o país ameaçaram fazer uma greve em 1º de fevereiro, justamente por conta do alto preço do óleo diesel. Como o combustível é utilizado no frete, o aumento pesa na inflação de quase todos os produtos.

Tavares destacou que a margem bruta da revenda está entre R$ 0,20 e R$ 0,50. “Com os R$ 0,40 de aumento, tem posto que vai trabalhar com margem negativa. Como vão ficar os preços nas bombas depende de cada posto, dentro da sua política de preços, sua capacidade de absorver os aumentos e também de estoque”, ressaltou.

Comentários